Blog

Veja como o novo modelo de negócio cresce no país

Com a instabilidade econômica o consumidor está cada vez mais atento aos gastos, desenvolvendo uma noção mais clara de comparação de preços, ofertas, descontos e promoções. 

O atacarejo cresce, excessivamente, uma vez que o modelo possibilita uma economia de 15% a 25% em compras de grande volume, tornando-se um dos canais mais importantes para todos os níveis socioeconômicos. 

Mas não foi apenas o consumidor de dentro das lojas que mudou. Hoje o modelo atacarejo, que até pouco tempo atrás, tinha seu público-alvo formado principalmente pelas classes C e D, passou a comportar a classe média alta. Um desafio, segundo a pesquisa da Kantar Wordpanel, é que com esses novos consumidores, as lojas tiveram que melhorar o atendimento e trocar o mix de produtos. 

Esses movimentos são importantes fatores na economia do varejo alimentar, pois representam mudanças no comportamento do brasileiro e o Mercantil Rodrigues não está somente conectado com esse movimento, e sim orgulha-se em ser um dos principais players do setor.  

Hoje só podemos agradecer e reafirmar o nosso compromisso com o consumidor, com os preços baixos e com a qualidade. 

 

Este é o editorial da Edição 2 da Revista Mercantil. Quer saber mais? Clique e confira a edição completa da revista.